O Médico moderno

(🚫A crônica abaixo foi escrita em homenagem ao dia do médico. Apenas compartilhe se você conseguir ler até o final. Certamente terá uma visão diferente ao atender o seu próximo paciente ou ser paciente do próximo médico)

O MÉDICO MODERNO

De forma simplista o médico ocidental moderno deve ser aquele profissional capacitado para:

  • Manejar problemas de saúde das pessoas;
  • Promover bem-estar;
  • Prevenir e diagnosticar doenças, além de;
  • Prescrever remédios ou outros tipos de tratamentos.

Muitas vezes realizando encaminhamentos para outras profissões parceiras, para que estas implementem suas condutas específicas. Tudo isso com o objetivo de beneficiar o paciente no tocante a sua saúde.

Entretanto podemos aprofundar mais um pouco nossa análise e nos perguntar:

O QUE O PACIENTE ESPERA DO MÉDICO?

Mais do que uma atitude mecânica de diagnosticar doenças ou prescrever remédios, os pacientes esperam a atenção focada do seu médico.

Na maioria das vezes o paciente só procura o médico quando está em uma situação de fragilidade; seja física ou mental. E nesta hora receber o amparo do profissional da saúde é a única demanda.

Este “amparo” não corresponde apenas a diagnosticar a doença e prescrever a medicação. Antes disso o médico precisa ouvir na essência.

E não para por ai… Não basta também ouvir na essência (que já muita coisa). Muitas vezes o paciente espera ampliar o seu entendimento sobre sua situação de saúde. Não é raro ouvir “aquele médico nem explicou nada… foi logo passando o remédio… que médico ruim”. Mesmo que o médico tenha dado o diagnóstico correto e prescrito o remédio certo.

É neste ponto que reside o que tantos chamam de “ARTE MÉDICA”.

Uma verdadeira soma de COMPETÊNCIAS (conhecimentos, habilidades e atitudes) atrelado fortemente com uma essência de ajudar pessoas.

O médico não preenche a demanda do paciente ao ter conhecimento e não ter a habilidade de fazer… não adianta ter a atitude sem o conhecimento… Tampouco a habilidade e atitude sem um conhecimento atualizado.

O médico moderno que busca fornecer o melhor de si para seus pacientes, precisa ficar atento as suas competências… CONHECIMENTOS, HABILIDADES e ATITUDES. De outro modo será engolido pela tecnologia, fadado a insatisfação profissional e distante da essência da Medicina como Arte.

Ouça esta crônica: https://m.soundcloud.com/da…/o-medico-moderno-cronica-medica

📌 Se você tem orgulho de ser médico compartilhe este texto com todos seus colegas hoje.

‪#‎OrgulhoDeSerMédico‬
‪#‎OrgulhoDeSerMédica‬

Texto escrito por um Médico de Família e Comunidade (MFC)

Daniel Coriolano (Diretor de Comunicação da ACeMFC)

Anúncios

I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde

O objetivo do I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde é reunir pesquisadores, docentes, profissionais e estudantes de pós-graduação e graduação nas áreas de ciências humanas e sociais voltadas para a saúde.

Pretende-se incentivar o debate, a reflexão e o enfrentamento dos desafios teóricos e práticos colocados para o ensino de ciências sociais e humanas para cursos da área da saúde no contexto contemporâneo.

Este debate é relevante, sobretudo no contexto de expansão de vagas em cursos de medicina existentes e a criação de novos cursos no interior do Brasil.

 I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde
I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde

Programação Medicina de Família e Comunidade no Outubro Médico

logo

Um convite especial para que participem da Programação Medicina de Família e Comunidade.

>>> www.outubromedico.com.br <<<

14 a 17 de outubro, no Seara Hotel, acontecerá o XXVIII Outubro Médico

>15/10/2015 – Manhã

08:00-10:00h
Mesa Redonda:
Mercado de trabalho: O médico de família na saúde suplementar
Coordenador: Rômulo Fernandes Augusto Filho
08:00-08:30 – Recepção dos participantes
08:30-09:00h: O trabalho do médico de família na saúde suplementar – Parte 1 – Palestrante: Rômulo Fernandes Augusto Filho
09:00-09:30h O trabalho do médico de família na saúde suplementar – Parte 2 –
Palestrante: Alexandre Loureiro
09:30-10:00h: Debate com o público

10:20-12:00
Conferência:
Mercado de trabalho: o médico de família
10:20-11:20h: O médico de família que pratica cuidados paliativos
Palestrante: Lara Ximenes

11:20-12:00 Debate com o público

>15/10/2015 – Tarde

14:00-18:00h
Mesa redonda
Promovendo saúde de verdade: alimentação e exercício físico na Atenção Primária
Coordenador: Daniel Coriolano

14:00-14:45 Diabetes tipo 2 e exercícios físicos: manejo seguro na Atenção Primária.
Palestrante: Daniel Coriolano
14:45-15:30 Afinal, gordura faz mal? O novo paradigma alimentar
Palestrante: Emilio Rossetti Pacheco
15:30- 16:00 Debate com o público
16:20-18:00

Formação médica: Influência das políticas públicas na formação médica – Avanços e desafios na graduação e Residência médica

Coordenador: Frederico Fernando Esteche
16:20-17:00 Influência das políticas públicas na graduação em Medicina.
Palestrante: Marco Túlio Aguiar Mourão Ribeiro
17:00-17:40 Influência das políticas públicas na Residência Médica.
Palestrante: Frederico Fernando Esteche
17:40-18:00 Debate com o público

> 16/10/2015 – Manhã

08:00-12:00
Mesa redonda:
A Saúde da Família é possível em territórios vulneráveis marcados por práticas de violência

Coordenador:
Leandro Araújo da Costa
Palestrantes:
08:00-08:30 – Recepção dos participantes
8:30-09:00 – A inserção do médico de família no território vulnerável marcado por práticas de violência
Palestrante: Tatiana Monteiro Fiúza

9:00-09:15 – Cuidando da saúde em território marcado por práticas de violência – parte 1
Palestrante: Maria Silverlane Dias – Agente comunitária de saúde
09:15-09:30 – Cuidando da saúde em território marcado por práticas de violência – parte 2
Palestrante: Maria Atatian Araújo – parte 2 – Agente comunitária de saúde
09:30-09:45 – Tornando- adolescente em território marcado por práticas de violência
Palestrante: Bruna Rodrigues– moradora da comunidade adscrita ao Centro de Saúde Lineu Jucá
09:45-10:00 Debate com o público
10:00-10:20 Coffee break
10:20-10:40h – A formação do residente de MFC em território marcado por práticas de violência: compartilhando vivencias – parte 2
Palestrante: João Antônio de Almeida – R2 de Medicina de Família e Comunidade
10:40-11:00h – A formação do residente de MFC em território marcado por práticas de violência: compartilhando vivencias – parte 1
Palestrante: Rafaela Yasmine de Sousa Ferreira – R1 de Medicina de Família e Comunidade

11:00-11:20h – CUCA na comunidade: diálogos socioeducativos em território marcado por práticas de violência – parte 1
Palestrante: Alécio Fernandes – Educador Social
11:20-11:40h – CUCA na comunidade: diálogos socioeducativos em território marcado por práticas de violência – parte 2
Palestrante:
Roberto Ferreira – Educador Social
11:40-12:00 Debate com o público

16/10/2015 – Tarde

Mesa Redonda:

Brasil, o campeão mundial em consumo de agrotóxicos: um alerta sobre os impactos para a saúde

Coordenador:
Leandro Araújo da Costa

14:00-14:30 Um alerta sobre os impacto dos agrotóxicos na saúde: dossiê da Abrasco.
Palestrante: Aline Gurgel – Pesquisadora da Fiocruz
14:30-15:00 A nova lei estadual dos agrotóxicos e os impactos na saúde
Palestrante: Talita Furtado – Advogada da RENAPE (Rede Nacional de Advogados Populares)
15:00-15:30 Soberania alimentar e alimentação agroecológica
Palestrante: Neila Santos – Formação em Economia doméstica
15:30-16:00 Agrotóxicos: relação entre trabalho, saúde e meio ambiente.
Palestrante: Ada Cristina –
16:00-16:20 coffe break
16:20-17:00 Movimentos sociais e médicos populares: na campanha contra os agrotóxixicos e em defesa da vida.
Maria da Paz Feitosa – Médica da rede nacional de médicos e médicas populares e integrante do MST.
17:00-17:30 Debate com o público