Livros indicados pela ACeMFC e SBMFC

 

Clique na imagem para ampliar:

Anúncios

Issuu da ACeMFC

Veja nosso Issuu: https://issuu.com/acemfc

“O Issuu, serviço de publicação de livros e revistas na internet, tem como principal vantagem a sua interface, que se aproxima do estilo de folhear uma revista. As páginas são abertas em par, mantendo também, em muitos casos, os objetivos de design do criador do conteúdo. Além disso, ao passar o mouse na parte inferior das páginas, é possível visualizar pequenas amostras das folhas anteriores e das próximas, o que agiliza a localização visual do conteúdo. Outro ponto forte está na organização dos livros e revistas adquiridos pelo usuário, que são mostrados em estantes, com um visual bastante estiloso”. (COSTA, Eric. INFO Exame)

Debate sobre Novembro Azul

A presença da ACeMFC no debate de ontem sobre o Novembro Azul na Faculdade de Medicina da Unichristus em Fortaleza foi muito importante como um peso na balança representando a ideia da Prevenção Quaternária. Emilio Rossetti Pacheco, presidente da ACeMFC, fez uma apresentação sincera, objetiva, reflexiva, que inspira a todos pensar em algo que muitas vezes passa batido: “o que estamos fazendo? Estamos de fato ajudando nossos pacientes?”, “estamos tomando decisões POR eles ou COM eles!?” O grande diferencial e espírito da MFC se fez presente ontem! E a receptividade foi incrível! Uma fala para refletir. Parabéns aos organizadores do evento.

3setembro de 2015 (2)

Prova de título em MFC

SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE – SBMFC
DATA DA PROVA – 29/11/15

A prova de título será às 8 horas em Fortaleza, por conta do horário de verão. Isso para acompanhar os horários do exame em São Paulo e Florianópolis. O TEMFC ocorrerá no Hotel Meridional, na Avenida Dom Manuel, 660, Centro. O Rogério irá entrar em contato com cada um.

Divulguem!

3setembro de 2015

O Médico moderno

(🚫A crônica abaixo foi escrita em homenagem ao dia do médico. Apenas compartilhe se você conseguir ler até o final. Certamente terá uma visão diferente ao atender o seu próximo paciente ou ser paciente do próximo médico)

O MÉDICO MODERNO

De forma simplista o médico ocidental moderno deve ser aquele profissional capacitado para:

  • Manejar problemas de saúde das pessoas;
  • Promover bem-estar;
  • Prevenir e diagnosticar doenças, além de;
  • Prescrever remédios ou outros tipos de tratamentos.

Muitas vezes realizando encaminhamentos para outras profissões parceiras, para que estas implementem suas condutas específicas. Tudo isso com o objetivo de beneficiar o paciente no tocante a sua saúde.

Entretanto podemos aprofundar mais um pouco nossa análise e nos perguntar:

O QUE O PACIENTE ESPERA DO MÉDICO?

Mais do que uma atitude mecânica de diagnosticar doenças ou prescrever remédios, os pacientes esperam a atenção focada do seu médico.

Na maioria das vezes o paciente só procura o médico quando está em uma situação de fragilidade; seja física ou mental. E nesta hora receber o amparo do profissional da saúde é a única demanda.

Este “amparo” não corresponde apenas a diagnosticar a doença e prescrever a medicação. Antes disso o médico precisa ouvir na essência.

E não para por ai… Não basta também ouvir na essência (que já muita coisa). Muitas vezes o paciente espera ampliar o seu entendimento sobre sua situação de saúde. Não é raro ouvir “aquele médico nem explicou nada… foi logo passando o remédio… que médico ruim”. Mesmo que o médico tenha dado o diagnóstico correto e prescrito o remédio certo.

É neste ponto que reside o que tantos chamam de “ARTE MÉDICA”.

Uma verdadeira soma de COMPETÊNCIAS (conhecimentos, habilidades e atitudes) atrelado fortemente com uma essência de ajudar pessoas.

O médico não preenche a demanda do paciente ao ter conhecimento e não ter a habilidade de fazer… não adianta ter a atitude sem o conhecimento… Tampouco a habilidade e atitude sem um conhecimento atualizado.

O médico moderno que busca fornecer o melhor de si para seus pacientes, precisa ficar atento as suas competências… CONHECIMENTOS, HABILIDADES e ATITUDES. De outro modo será engolido pela tecnologia, fadado a insatisfação profissional e distante da essência da Medicina como Arte.

Ouça esta crônica: https://m.soundcloud.com/da…/o-medico-moderno-cronica-medica

📌 Se você tem orgulho de ser médico compartilhe este texto com todos seus colegas hoje.

‪#‎OrgulhoDeSerMédico‬
‪#‎OrgulhoDeSerMédica‬

Texto escrito por um Médico de Família e Comunidade (MFC)

Daniel Coriolano (Diretor de Comunicação da ACeMFC)

I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde

O objetivo do I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde é reunir pesquisadores, docentes, profissionais e estudantes de pós-graduação e graduação nas áreas de ciências humanas e sociais voltadas para a saúde.

Pretende-se incentivar o debate, a reflexão e o enfrentamento dos desafios teóricos e práticos colocados para o ensino de ciências sociais e humanas para cursos da área da saúde no contexto contemporâneo.

Este debate é relevante, sobretudo no contexto de expansão de vagas em cursos de medicina existentes e a criação de novos cursos no interior do Brasil.

 I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde
I Colóquio Norte-Nordeste de Ciências Sociais e Humanas na Educação das Profissões da Saúde

Programação Medicina de Família e Comunidade no Outubro Médico

logo

Um convite especial para que participem da Programação Medicina de Família e Comunidade.

>>> www.outubromedico.com.br <<<

14 a 17 de outubro, no Seara Hotel, acontecerá o XXVIII Outubro Médico

>15/10/2015 – Manhã

08:00-10:00h
Mesa Redonda:
Mercado de trabalho: O médico de família na saúde suplementar
Coordenador: Rômulo Fernandes Augusto Filho
08:00-08:30 – Recepção dos participantes
08:30-09:00h: O trabalho do médico de família na saúde suplementar – Parte 1 – Palestrante: Rômulo Fernandes Augusto Filho
09:00-09:30h O trabalho do médico de família na saúde suplementar – Parte 2 –
Palestrante: Alexandre Loureiro
09:30-10:00h: Debate com o público

10:20-12:00
Conferência:
Mercado de trabalho: o médico de família
10:20-11:20h: O médico de família que pratica cuidados paliativos
Palestrante: Lara Ximenes

11:20-12:00 Debate com o público

>15/10/2015 – Tarde

14:00-18:00h
Mesa redonda
Promovendo saúde de verdade: alimentação e exercício físico na Atenção Primária
Coordenador: Daniel Coriolano

14:00-14:45 Diabetes tipo 2 e exercícios físicos: manejo seguro na Atenção Primária.
Palestrante: Daniel Coriolano
14:45-15:30 Afinal, gordura faz mal? O novo paradigma alimentar
Palestrante: Emilio Rossetti Pacheco
15:30- 16:00 Debate com o público
16:20-18:00

Formação médica: Influência das políticas públicas na formação médica – Avanços e desafios na graduação e Residência médica

Coordenador: Frederico Fernando Esteche
16:20-17:00 Influência das políticas públicas na graduação em Medicina.
Palestrante: Marco Túlio Aguiar Mourão Ribeiro
17:00-17:40 Influência das políticas públicas na Residência Médica.
Palestrante: Frederico Fernando Esteche
17:40-18:00 Debate com o público

> 16/10/2015 – Manhã

08:00-12:00
Mesa redonda:
A Saúde da Família é possível em territórios vulneráveis marcados por práticas de violência

Coordenador:
Leandro Araújo da Costa
Palestrantes:
08:00-08:30 – Recepção dos participantes
8:30-09:00 – A inserção do médico de família no território vulnerável marcado por práticas de violência
Palestrante: Tatiana Monteiro Fiúza

9:00-09:15 – Cuidando da saúde em território marcado por práticas de violência – parte 1
Palestrante: Maria Silverlane Dias – Agente comunitária de saúde
09:15-09:30 – Cuidando da saúde em território marcado por práticas de violência – parte 2
Palestrante: Maria Atatian Araújo – parte 2 – Agente comunitária de saúde
09:30-09:45 – Tornando- adolescente em território marcado por práticas de violência
Palestrante: Bruna Rodrigues– moradora da comunidade adscrita ao Centro de Saúde Lineu Jucá
09:45-10:00 Debate com o público
10:00-10:20 Coffee break
10:20-10:40h – A formação do residente de MFC em território marcado por práticas de violência: compartilhando vivencias – parte 2
Palestrante: João Antônio de Almeida – R2 de Medicina de Família e Comunidade
10:40-11:00h – A formação do residente de MFC em território marcado por práticas de violência: compartilhando vivencias – parte 1
Palestrante: Rafaela Yasmine de Sousa Ferreira – R1 de Medicina de Família e Comunidade

11:00-11:20h – CUCA na comunidade: diálogos socioeducativos em território marcado por práticas de violência – parte 1
Palestrante: Alécio Fernandes – Educador Social
11:20-11:40h – CUCA na comunidade: diálogos socioeducativos em território marcado por práticas de violência – parte 2
Palestrante:
Roberto Ferreira – Educador Social
11:40-12:00 Debate com o público

16/10/2015 – Tarde

Mesa Redonda:

Brasil, o campeão mundial em consumo de agrotóxicos: um alerta sobre os impactos para a saúde

Coordenador:
Leandro Araújo da Costa

14:00-14:30 Um alerta sobre os impacto dos agrotóxicos na saúde: dossiê da Abrasco.
Palestrante: Aline Gurgel – Pesquisadora da Fiocruz
14:30-15:00 A nova lei estadual dos agrotóxicos e os impactos na saúde
Palestrante: Talita Furtado – Advogada da RENAPE (Rede Nacional de Advogados Populares)
15:00-15:30 Soberania alimentar e alimentação agroecológica
Palestrante: Neila Santos – Formação em Economia doméstica
15:30-16:00 Agrotóxicos: relação entre trabalho, saúde e meio ambiente.
Palestrante: Ada Cristina –
16:00-16:20 coffe break
16:20-17:00 Movimentos sociais e médicos populares: na campanha contra os agrotóxixicos e em defesa da vida.
Maria da Paz Feitosa – Médica da rede nacional de médicos e médicas populares e integrante do MST.
17:00-17:30 Debate com o público